quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

EXERCICÍOS DE GEOGRAFIA: ENERGIA BRASIL

(UFPR) Nos últimos anos, no Brasil, tem chamado a atenção a expansão do plantio de cana-de-açúcar para produção do etanol, utilizado como combustível. No dia 17/09/2009, o governo lançou um programa denominado Zoneamento Agroecológico da Cana-de-açúcar, que visa ordenar o avanço dessa cultura sobre o território, proibindo sua expansão sobre alguns biomas, haja vista que isso poderá trazer impactos negativos no meio ambiente.
Sobre esse assunto, assinale a alternativa correta.
a) O bioma Amazônia, por sua grande extensão geográfica e vastas áreas ainda não usadas para agricultura, é considerado um espaço adequado para a expansão da cana-de-açúcar.
b) O bioma Pantanal, devido à abundância de recursos hídricos necessários ao desenvolvimento da cana-de-açúcar, é tido como área ideal para seu plantio.
c) Existem, em território brasileiro, milhões de hectares de terra subutilizados que podem ser revertidos ao plantio de cana-de-açúcar, sendo desnecessário o avanço sobre biomas ainda conservados.
d) Remanescentes florestais não utilizados na região Sudeste podem ser incorporados como áreas de plantio, evitando assim sua expansão sobre biomas ambientalmente mais suscetíveis.
e) No Centro-Sul brasileiro não haverá expansão da cana-de-açúcar, porque as áreas agrícolas já estão incorporadas à dinâmica produtiva.
(UFRGS) A camada submarina do pré-sal, onde foram descobertas reservas de petróleo e gás, estende-se entre os estados do Espírito Santo e de Santa Catarina, podendo estar localizada a mais de 7.000 metros abaixo do nível do mar.
Considere as seguintes questões relacionadas à exploração dessas reservas.
1 – distribuição dos royalties entre a União e os estados
2 – definição do marco regulatório para a exploração
3 – redução dos limites territoriais marítimos do país, para menos que as 200 milhas atuais
Quais tem sido objeto de debate no país?
a) Apenas 1.
b) Apenas 2.
c) Apenas 3.
d) Apenas 1 e 2.
e) 1, 2 e 3.
(FUVEST) Grande parte da produção de petróleo, no Brasil, provém de bacias localizadas na plataforma continental (off shore). Todavia, a produção de petróleo, em área terrestre (on shore), tem significativa importância econômica.
a) Identifique duas áreas produtoras de petróleo on shore no Brasil e explique as causas da existência de petróleo nessas áreas.
b) No Brasil, nos últimos anos, a exportação de petróleo tem superado, em volume, a importação. Apesar disso, persiste um deficit comercial relativo a esse produto. Explique o porquê desse deficit.
Resolução:
a) O petróleo em áreas terrestres (on-shore) no Brasil está associado principalmente a regiões costeiras e as maiores reservas estão na Bacia Potiguar no Rio Grande do Norte, próximo a Mossoró e no Recôncavo Baiano, próximo a Salvador, Bahia, a primeira área de produção petrolífera no Brasil. Ao longo da costa existem inúmeras outras áreas como Carmópolis em Sergipe e Coqueiro Seco e Atalaia em Alagoas. Existe uma pequena produção de petróleo e gás natural na Bacia do Urucu no vale médio do Amazonas. São áreas caracterizadas como bacias sedimentares, antigos leitos marinhos onde no período Cretáceo da Era Mesozoica, grande volume de matéria orgânica (plâncton marinho), por decomposição anaeróbica, resultou na formação de petróleo.
b) Como o Brasil privilegiou a matriz de transporte rodoviário, a demanda por óleo diesel e gasolina fez o país importar o produto e mais adiante construir refinarias mais voltadas ao craqueamento de petróleo “leve”, com mais hidrocarbonetos e de melhor qualidade na produção de combustíveis como a gasolina, o querosene e o óleo diesel e com maior valor de mercado. A descoberta de petróleo na Bacia de Campos, Rio de Janeiro, na plataforma continental, promoveu mudanças no planejamento estratégico do país para o setor energético. A maioria do petróleo de Campos era do tipo “pesado” com muito betume e elementos graxos e menor valor de mercado. A Petrobras estabeleceu uma política de exportar o petróleo pesado, com menor valor, e importar o petróleo leve, de maior valor, gerando deficit, pelo valor do petróleo leve e seu alto consumo. As atuais descobertas na camada do pré-sal são caracterizadas por grande quantidade de petróleo leve, o que pode inverter a tendência deficitária ao longo do tempo.
(FEI) Entre as críticas feitas ao programa nuclear brasileiro assinale a alternativa incorreta:
a) Houve a opção pela compra de usinas e de tecnologia importada ao invés da buscar-se a capacitação dos técnicos e cientistas brasileiros.
(B) Em 1975 foi firmado o acordo nuclear Brasil-Alemanha, que previa a construção de oito usinas. No entanto, pelo acordo, só foi construída uma (a de Angra II). Houve o desperdício de bilhões de dólares.
c) A implantação das usinas em terrenos litorâneos geologicamente instáveis e a localização entre as duas maiores metrópoles nacionais produzem riscos adicionais a uma tecnologia que, por si só, já envolve riscos de operação elevados.
d) Existe o risco de o país construir armas atômicas, uma vez que o Brasil passou a dominar a tecnologia de enriquecimento de urânio e não é signatário do Tratado de Não-Proliferação de Armas Nucleares. Uma preocupação suplementar é o alinhamento brasileiro à política nuclear iraniana.
e) Além das constantes paralisações de seu funcionamento por falhas técnicas, Angra I e II têm custo por quilowatt-hora gerado muito mais elevado do que o das usinas hidrelétricas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário